Mucosite oral


Quando começa um tratamento contra o cancro, talvez pense que sabe o que esperar. Toda a gente sabe que é possível perder o cabelo e sentir enjoos mas sabia que um tratamento desses pode também impedi-lo de comer e falar?

A referência da mucosite oral (MO) é a dor, na medida em que as superfícies que revestem a boca e a língua ficam vermelhas, inchadas e cobertas de úlceras. A dor pode ser tão forte que se torna muito difícil comer, beber e falar. Pode, até, ser necessário um tubo de alimentação para o doente receber os nutrientes necessários para prosseguir com a terapêutica oncológica.

Na verdade, a mucosite pode ocorrer em qualquer ponto ao longo do trajecto digestivo mas a realidade é que a mucosite oral ocorre especificamente na boca, sendo por vezes denominada de estomatite. A mucosite oral é composta por 4 fases. As fases 1 e 2 são ligeiras e caracterizadas por sensibilidade e o aparecimento da ulceração. Durante as fases 3 e 4, a mucosite oral é mais grave. Na fase 3, os doentes não conseguem tolerar alimentos sólidos e, por isso, mudam para uma dieta apenas de líquidos. A ingestão de alimentos não é de todo possível na fase 4 e, por isso, é provável que as pessoas precisem de ajuda adicional para a obtenção de nutrientes suficientes. Muitas pessoas desenvolvem uma situação de mucosite oral ligeira em resultado da terapêutica oncológica, embora as fases 3 e 4 sejam menos vulgares.1

Nas pessoas submetidas a quimioterapia, as lesões na mucosa da boca podem começar logo no primeiro dia do tratamento. As primeiras fases da mucosite oral localizam-se por baixo da superfície bucal e nem sempre são visíveis. Habitualmente, as pessoas só reparam nos sintomas passados 5 a 8 dias do início do tratamento. Os sintomas da mucosite oral podem durar entre 7 a 14 dias antes do início da cicatrização. Com cada ciclo de quimioterapia, aumenta o risco de desenvolvimento da mucosite oral e é frequente a gravidade da patologia piorar.2

A mucosite oral desenvolve-se mais tarde com a radioterapia (ao fim de 2 semanas) e a cicatrização só se inicia com o fim da terapêutica. Consequentemente, com a radioterapia, os sintomas da mucosite oral podem manter-se até um máximo de 8 semanas.

Fale sempre com o seu médico ou enfermeiro se estiver preocupado com a questão da mucosite oral.

Descarregue uma folha de dados do doente sobre a mucosite oral para a sua própria informação. Pode, até, imprimir uma folha de dados do enfermeiro para dar ao seu próprio enfermeiro.

1. World Health Organisation. Handbook for reporting results of cancer treatment. Geneva, Switzerland: World Health Organisation, 1979.
2. Sonis ST. J Support Oncol 2004;2:3–8.


mucosite oral
Imagens

Use a barra de rolar em baixo para ver as imagens da galeria de MO

healthy mouth